Alimentação é uma das principais fontes de saúde, prazer e afetividade

Sabores e aromas trazem não só benefícios físicos para pacientes oncológicos, mas também emocionais

É cada vez maior o número de pessoas que, na correria do dia a dia, se alimenta mal e
consequentemente desenvolve inúmeros problemas de saúde como, por exemplo, a obesidade e o câncer e quando chegam aos hospitais, geralmente apresentam alterações nutricionais importantes que podem piorar durante o tratamento, dificultando a recuperação. “Câncer e alimentação são assuntos complexos e que envolvem aspectos culturais, científicos e nutricionais bastantes específicos”, afirma o onco-hematologista Celso Massumoto que lança no dia 12 de abril, no Hospital 9 de Julho, o livro Gastronomia Hospitalar no Câncer e Transplante de Medula Óssea.

Segundo o médico escritor, o objetivo do livro é o de contribuir para que novas
experiências gastronômicas ocorram na vida dos pacientes oncológicos e no ambiente
hospitalar, oferecendo uma refeição visivelmente atraente, balanceada, com sabor e adequada para cada tipo de patologia. “Esse cuidado pode ser de grande valia no controle de algumas doenças e na reabilitação dos pacientes”, afirma Massumoto.

O livro ainda traz recomendações nutricionais para melhorar os sintomas causados pelos tratamentos quimioterápicos e radioterápicos, como náuseas, vômitos, úlceras, diarréia, etc, a indicação alimentar para cada uma delas, funções e efeitos de alimentos funcionais, principais nutrientes e mudança de estilo para a prevenção do câncer, além de sugestões de exercícios para movimentação física, fortalecimento muscular e qualidade do sono. “O exercício físico aumenta a autoestima, o humor, melhora a capacidade funcional, reduz a obesidade e, como consequência, melhora a qualidade de vida, além de ajudar no tempo e na qualidade do sono, principalmente pelo efeito relaxante pós-esforço”, explica o especialista.

O capítulo dedicado aos alimentos funcionais ganha destaque, pois há envidências que a dieta afeta o risco de muitos tipos de câncer, além da atividade física e o peso corporal. “Estudos prévios apontam que mais da metade de todos os casos de prevalência, incidência e mortalidade por câncer são evitáveis, pois há muito se destaca a importante relação entre a alimentação associada a aproximadamente 30% de todos os casos de câncer”, afirma Massumoto. A alimentação é uma peça importante não só na prevenção, mas também no tratamento do câncer.

Laranja e vegetais verdes-escuros aumentam a separação da comunicação da junção intercelular. Tomate, melancia, damasco e pêssegos inibem do crescimento celular de várias linhas celulares de câncer. Vegetais folhosos e verdes escuros são eficientes na progressão do ciclo celular. Frutas laranjas tem efeito anti-inflamatório e inibem risco de alguns tipos de câncer. Brócolis, couve-flor e couve diminuem o risco de câncer de mama, fígado, esôfago, intestino delgado e cólon. Iogurte e alimentos fermentados aliviam os sintomas derivados do câncer. Frutas, vegetais e cereais integrais reduzem o risco de câncer de cólon e próstata. Peixe e óleo de peixe reduzem os riscos de câncer de mama e próstata.

Segundo Massumoto, movimentos mundiais estão em crescente expansão para estimular o consumo de alimentos de origem vegetal em contrapartida à diminuição dos alimentos de origem animal, principalmente à limitação da ingestão de carne vermelha. “Um número constante de compostos que ocorrem naturalmente nos alimentos tem se mostrado como potentes e promissores fatores preventivos e têm sido estudados pela capacidade de redução dos danos oriundos dos radicais livres, que por sua vez são considerados como possíveis e importantes causadores da maioria dos tipos de câncer”, explica o especialista.

A obra também traz receitas especiais para prevenção e tratamento do câncer desenvolvidas pela chef Bel Coelho como Suco de Caju, Leite de Castanha e Cardamomo, Salada Vermelha – Beterraba Assada, Pignolis, Queijo Feta, Melancia, Gengibre e Manjericão, Creme Frio de Palmito com Erva Doce, Penne ao Molho de Abóbora com Rúcula, Robalo Crispy com Purê de Mandioquinha, Ervilha, Torta na Manteiga com Molho de Capim Santo, Noodles de
Arroz com Vegetais e Castanha de Caju, Tartare de Abacaxi com Tapioca, Coco Brulée e Baba de Moça, Picolé de Melancia com Gengibre.

“A alimentação, sem dúvida nenhuma, tem uma importância na vida de todas as pessoas. Vários estudos relacionam a correta alimentação a questões de saúde e a alimentação balanceada, com todos os seus nutrientes, é vital para todos. A ideia de pedir receitas para uma das melhores chefs de cozinha do país foi a de fornecer uma alimentação segura e ao mesmo tempo saborosa”, finaliza Massumoto.

O lançamento do livro Gastronomia Hospitalar no Câncer e TMO, escrito pelo onco- hematologista e coordenador de Transplante de Medula Óssea do Hospital 9 de Julho Celso Massumoto, acontece no dia 12 de abril de 2018, às 12h, no Anfiteatro do Hospital 9 de Julho.

Celso Massumoto é onco-hematologista e coordenador do Transplante de Medula Óssea do Hospital 9 de julho e autor de vários livros entre eles: Manual de Onco-Hematologia- Protocolos Interdisciplinares; Células-Tronco – da coleta aos protocolos terapêuticos; Como Viver em Harmonia com o câncer; Entre Dois Corações; Criando Pontes para a Cura.

CRM SP 48392

Comentários